Seu carro está superaquecendo? Cuidado!

Aperte o play para ouvir este conteúdo:

Preencha os campos abaixo para ouvir este conteúdo e receber nossas novidades por e-mail:

0:00 /

O radiador é o componente que controla a temperatura do motor, tendo papel fundamental no bom funcionamento do veículo por otimizar a vida útil do propulsor. Parte do sistema de arrefecimento, ele precisa que todo o conjunto funcione de maneira adequada para que possa realizar sua função sem impedimento algum. Dessa forma, ficar atento ao desempenho de todos os itens desse sistema, como bomba d’água, vaso de expansão, válvula termoestática e até o líquido de arrefecimento, é de extrema importância.

Quando há algo errado nesse sistema, o marcador de temperatura costuma acender no painel do veículo, indicando o superaquecimento. Uma dica ao suspeitar de problemas é observar as manchas no chão. Vazamentos de água azulada ou avermelhada são indicativos de que chegou a hora de redobrar a atenção aos componentes desse conjunto e procurar um mecânico de confiança.

carro alta temperatura

Líquido de arrefecimento

Indispensável para o bom funcionamento do sistema, o líquido de arrefecimento, também chamado de fluido ou aditivo de radiador, é composto por água e outras substâncias químicas que aumentam o ponto de ebulição e diminuem o ponto de congelamento da água, ajudando a manter a temperatura ideal de todo o sistema e, consequentemente, do motor. A substância também protege o circuito de arrefecimento da corrosão e cavitação.

Para que tudo isso aconteça, no entanto, é preciso ter certeza de que o nível do líquido está correto, uma vez que fluido em excesso pode pressionar todo o sistema, enquanto níveis muito baixos podem superaquecer o motor e fundi-lo. Para fazer essa verificação, é importante observar as marcações de nível mínimo e máximo do reservatório do líquido de arrefecimento. Esse “tanquinho” é transparente e, por questões de segurança, não deve, em hipótese alguma, ser aberto com o carro em funcionamento ou recém-desligado e com o motor ainda quente.

O fluido de arrefecimento deve ser trocado de acordo com a recomendação do fabricante do veículo ou sempre que houver necessidade. Também é importante que o procedimento seja feito por profissionais qualificados e de confiança, com produtos referência no mercado. A água, por exemplo, não é indicada, justamente por ter ação corrosiva no sistema.

Qual tipo de produto usar?

Hoje existem no mercado vários tipos de líquidos de arrefecimento que variam entre produtos orgânicos, inorgânicos e orgânicos híbridos. Também é possível encontrar versões diluídas ou concentradas, que precisam de adição de água. Nesses casos, é importante frisar que a “água de torneira” ou mineral nunca deve ser utilizada. Somente a água desmineralizada, encontrada em lojas especializadas, é indicada para esse fim.

Outra dica importante é nunca misturar os diferentes tipos de aditivos. Se você não sabe qual produto está sendo utilizado no seu veículo, nunca complete o nível de fluido. Para evitar problemas e garantir que o veículo fique sempre em ordem, visite uma das lojas da Eurorepar. Além de contar com reparadores capacitados e treinados, a marca possui uma linha própria de líquidos de arrefecimento que possuem qualidade e excelência referência no segmento.

 

Encontre a oficina Eurorepar mais próxima de você!