A temperatura do sistema de arrefecimento está sob controle?

Aperte o play para ouvir este conteúdo:

Preencha os campos abaixo para ouvir este conteúdo e receber nossas novidades por e-mail:

0:00 /

Muitas são as tecnologias que envolvem o sistema de arrefecimento dos veículos modernos. Porém, ainda nos deparamos com situações que comprometem o seu funcionamento e causam sérios danos ao motor. Manter a temperatura dentro dos padrões especificados pelo fabricante envolve mais do que tecnologia, a sua manutenção preventiva, peças de reposição de qualidade e o diagnóstico correto.

Mesmo assim, no dia a dia, enfrentamos aquela situação em que a temperatura do motor está subindo ou o motor ferveu. Onde está o problema? Por ser um sistema que envolve componentes mecânicos e eletroeletrônicos, muitas das vezes, o diagnóstico não é tão simples. Exige uma análise mais profunda e até equipamentos de diagnósticos para identificar a falha.

Há várias possibilidades: vazamento de água pelas mangueiras e juntas, bomba d`água com rotor gasto, válvula termostática emperrada fechada, interruptores de temperatura e térmico danificados, tampa do radiador com suas válvulas de pressão e depressão danificadas ou fora do especificado e até mesmo o eletro-ventilador que não entra em funcionamento.

arrefecimento automotivo

Então, antes de sair desmontando tudo, faça o diagnóstico correto e tenha certeza da causa do problema. Para isso, faça os testes passo a passo conforme os procedimentos do manual do fabricante, compare os valores encontrados com os especificados e substitua os componentes avariados. Dessa forma, você evita tempo prolongado na reparação e possível retorno do veículo em sua oficina.

Para um bom funcionamento e durabilidade do sistema de arrefecimento, sempre coloque água desmineralizada e o aditivo recomendado pelo fabricante.

CUIDADO: nunca abra a tampa do radiador com o motor quente, pois pode causar queimaduras.

 

VOCÊ É PROPRIETÁRIO DE UMA OFICINA? Junte-se a nossa rede!